Páginas

14 de junho de 2013

A importância da saúde mental de um protetor de animais e sua influência na vida dos animais resgatados.



Amigos

Acredito que todos saibam da repercussão e alcance que o nome do G.A.R.R.A. tem em todo o Rio de Janeiro e todo o Brasil, quando falamos de Referência em Proteção aos animais o G.A.R.R.A. é SEMPRE um dos nomes citados como qualidade de vida aos animais resgatados e também adoção com responsabilidade, visando não apenas o bem estar da família adotiva, mas principalmente, a qualidade de vida dentro de um contexto geral, onde ambos tenham uma vida feliz e equilibrada.
Criar um império, criar um trabalho sólido com milhares de vidas salvas, milhares de seres vivos resgatados vindos de situações trágicas, cruéis e muitas vezes a beira da morte, vê-los sendo reinseridos em famílias de bom coração que criarão laços eternos com o protetor que o confiou o novo "membro" dessa família a seus responsáveis, é algo que mexe muito com o emocional de qualquer ser humano que NÃO esteja preparado para isso.

É claro que dentro do G.A.R.R.A. já estivemos em muitos momentos, diante de situações como essas, onde no final "derrotados" nos perguntávamos o porque de tanta crueldade e é claro, quando tanta desgraça, tanto sofrimento, vem acompanhado de um final feliz, nos sentimos sim com uma sensação de vitória, capaz de nos fazer compartilhar essa alegria com todos, como se fosse a grande vitória do bem.

Voltando ao G.A.R.R.A., somos um grupo de pessoas, que foram preparadas para essas situações, já sofremos demais, já choramos demais e NÃO temos nenhuma vergonha de mostrar cada lágrima que ainda cai dos nossos olhos quando estamos diante de uma atrocidade inexplicável, somos seres humanos, com sentimentos reais e verdadeiros que afloram em momentos difíceis. Temos orgulho sim, muito orgulho de compartilhar com vocês as nossas vitórias.. Mas quando perdemos um Garrinho querido, por algum motivo, não escondemos isso de ninguém, mostramos a cara, compartilhamos também a nossa dor, o nosso sofrimento (a nossa derrota)

Acabamos por nos expor a tudo e a todos...
Ter um face book "bombado" com tanta gente estranha, nos expõe a pessoas que muitas vezes são totalmente desequilibradas, muitas estão mal intencionadas (políticos, etc).

Dentro da proteção animal, infelizmente passamos por isso o tempo todo, nos tornamos pessoas públicas.

É muito comum nos depararmos com pessoas que estiveram durante anos e anos abandonadas...
Sim, humanos abandonados e o pior: abandonados por eles mesmos!

Se trata de uma patologia - pesquisem no Google sobre a Patologia do Desvalimento, que merece o nosso respeito, nossa atenção e principalmente: precisa ser tratada...

Acontece que nem todas as pessoas que sofrem desse tipo de patologia conseguem perceber a linha tênue entre realidade e imaginação!

Imagine-se abandonado por todos, imagine-se abandonado por si próprio!
De repente, você se depara com um ser indefeso e salva a sua vida!
Compartilha isso com dois ou três amigos, que também amam os animais e pronto!
Do dia pra noite esse abandono já NÃO mais existe!
Do dia pra noite você se tornou um herói!

E é assim amigos, que tantas pessoas se tornam colecionadoras de animais, que acabam se tornando doentes e o pior, alimentando essa doença, mas dessa vez com um foco diferente... Não mais sofrendo da Patologia do Abandono, mas sim, da síndrome do Super Herói! Aquele  mesmo, invencível, que só falta usar uma capa e tentar se atirar do décimo andar para sair voando por ai!

O mais triste é ver pessoas comuns (como todos nós) se sentindo invencíveis, imbatíveis e mais grave ainda: quando contrariadas são capazes de cometer as piores covardias, tudo isso para manterem as "boas aparências"

Já vimos muitos exemplos e evitamos falar sobre o assunto, mas hoje parando para pensar e observando a quantidade de gente que sofre da Síndrome do Super-Herói ou da tal Patologia do Desvalimento, pessoas que se desconectam da realidade e criam um "universo paralelo".

Essas pessoas não podem se sentir contrariadas, muito menos ver esse "Universo paralelo" desabar ou ser invadido.

Estamos rodeados por pessoas assim dentro da proteção animal, e essas pessoas são tão inteligentes quanto os piores psicopatas, são capazes de criar histórias incríveis e mirabolantes, capazes de criar enredos difamadores graves e o pior, muitas vezes criando acusações mais graves ainda a ONGs, Instituições e Grupos que fazem um trabalho sofrido porém, sério.

Dia desses assistimos a uma pessoa portadora da Patologia do Desvalimento cometer um erro gravíssimo contra seus próprios animais, que estavam contaminados com parvo virose...
Amigos, todos sabemos que animais bem cuidados são vacinados e sabemos também que animais vacinados NÃO CONTRAEM a parvovirose, afinal de contas, as vacinas estão aí para isso. Expliquem então, como alguém coloca dentro de seu apartamento de dois quartos, com 27 cães e 22 gatos um cão contaminado? E o pior! Com seus próprios cães desprotegidos, pois nenhum deles estava vacinado?
Pior ainda!
Com a Síndrome do Super Herói em crise aguda, se dizendo médica cirurgiã e psiquiatra essa mesma "protetora" decide sozinha qual será o protocolo a ser utilizado!
E pasmem ainda mais: decide usar a DOXICICLINA INJETÁVEL por via INTRAMUSCULAR!

Doxiciclina injetável, deve ser usada com muita cautela por veterinários experientes e deve ser muito bem diluída no soro, por via endovenosa e ainda assim, muitas vezes causando flebite no animal.
Se usada por via intramuscular o animal "tratado" irá sentir uma dor fortíssima (um sofrimento inimaginável) e posteriormente a necrose da área aplicada!


Ao questionar o "protocolo" utilizado, além da doxiciclina injetável, foi utilizado também para PARVO VIROSE o Cinoglobulin e é claro, todos nós que temos alguma "experiência" no convívio diário com tantos animais, sabemos que o Cinoglobulin é um soro utilizado para o tratamento da CINOMOSE e contra a PARVO VIROSE SE USA O GASTROGLOBULIN. Enfim, questionamos esse protocolo e até hoje estamos sendo simplesmente "apedrejados" em Praça Publica.
Recebemos diariamente dezenas de mensagens de usuários Fakes do Face book, citando e elogiando o "sério" trabalho que essa "protetora" "realiza".

É muito triste a utilização de tantas aspas...
Mais triste ainda, é estar aqui, na condição de Fundadora e Coordenadora Geral do G.A.R.R.A. - perdendo o meu precioso tempo, concentrando todas as minhas boas vibrações para que vocês compreendam a minha colocação... para elaborar esse texto e torcer para que ele chegue ao conhecimento da família ou amigos dessa pessoa, sem a menor intenção de criar uma mensagem caluniadora ou difamadora e sim, uma mensagem esclarecedora afim de levar a cada um que nos acompanha um conhecimento maior, um diferencial que faz toda a DIFERENÇA na qualidade de vida de um animal em sofrimento. Apenas no sentido de que essa pessoa receba o tratamento médico adequado, sem que mais animais sofram tanto por conta da "ignorância" alheia.
Sorte dessas pessoas: infelizmente OS ANIMAIS NÃO PODEM FALAR! Por isso sofrem calados e dia após dia mais e mais pessoas que sofrem da Síndrome do Super-Herói se aventuram por aí - "SALVANDO VIDAS" e o pior "arrastando" multidões a seu favor! Ou seja "CURADAS" da síndrome do abandono / Patologia do Desvalimento.

O G.A.R.R.A. é sim um grande Império...
Mas um império criado baseado no amor, na transparência e na exposição de idéias e ideais claros.

Temos milhares de amigos sim!
Centenas de colaboradores sim!
Temos também milhares de vidas salvas e milhares de animais retirados das ruas e recolocados em novos lares!
Fomos os primeiros a realizar Campanhas em Praças Públicas no Brasil e duramente criticados por isso e hoje em dia, nosso "sistema" de trabalho é copiado por muitos!
Temos orgulho disso!
Mas não sofremos da Patologia do Desvalimento, muito menos da Síndrome do Super-Herói!
Somos pessoas comuns, pais e mães de família, filhos, estudantes, trabalhadores, pessoas honestas que simplesmente amam e respeitam os animais.

Representar um grupo inteiro de pessoas que estão unidas pela mesma causa não é uma missão fácil...
Assim como não é fácil acompanhar, muitas vezes calada, acontecimentos que fogem a nossa filosofia, mas precisamos manter a nossa postura, a nossa ética e principalmente o nosso trabalho de formiguinha, que de grão em grão contabiliza um grande número de vidas salvas!

Esse sim é o nosso maior orgulho!

Obrigada a você que leu esse texto, feito com tanta cautela, sem querer expor ou ofender a ninguém e que conseguiu captar a nossa mensagem.
A mensagem do G.A.R.R.A. hoje, não foi direcionada aos animais e sim, direcionadas a você, que está agora nos acompanhando, pensando que pode sim fazer a diferença na vida de um ser vivo...
Nossa intenção não é desanimar a outros futuros protetores, ser um protetor é algo que nasce dentro da gente, sem a menor intenção de alimentar a vaidade ou auto estima e sim de simplesmente salvar uma vida!
Também não é nossa intenção, que essa pequena dica se torne uma referência de agressão a outros protetores que sabemos: são pessoas sérias e levam a proteção assim como nós: Essa é a nossa Religião!

E foi assim que o G.A.R.R.A. se tornou esse pequeno e humilde "império" como dizem por aí...

Particularmente não gosto de utilizar a palavra Império para definir o G.A.R.R.A. - prefiro utilizar a palavra: AMOR INCONDICIONAL.


Agradeço a todos que estão sempre do nosso lado, sabemos que são milhares de pessoas e sabemos também que podemos influenciar de forma positiva a cada um de vocês!

Renata Prieto - Equipe G.A.R.R.A.