Páginas

4 de fevereiro de 2015

Adeus Dona Zezé, o G.A.R.R.A. está de luto.


Adeus Dona Zezé, o G.A.R.R.A. está de luto.


Dona Zezé, chegou ao G.A.R.R.A. após um abandono covarde e cruel no Cemitério Jardim da Saudade.

Estava magra, muito doente e com uma piometra que poderia custar sua vida...

Nossa PitBull guerreira, tinha tanta vontade de viver, que lutou pela vida e venceu!

A alguns meses Dona Zezé foi diagnosticada com Leishmaniose Visceral Canina, uma doença grave, e o Brasil é o ÚNICO País do Mundo que obriga a Eutanásia em animais que são portadores da doença.

Entramos em desespero, agoniados e o pior: Sem poder pedir a ajuda dos nossos amigos, pois se divulgássemos a doença da nossa querida Véia Zeza, provavelmente seríamos notificados e obrigados a entregá-la para que fosse sacrificada.

Não, no G.A.R.R.A. nós não admitimos esse tipo de covardia, Dona Zezé estava linda, alegre, saltitante, gordinha... Adorava brincar com suas bolinhas e fazer crateras enormes no nosso quintal para escondê-las dos amiguinhos... Como assim, Eutanasiar um ser vivo com tanta vontade e alegria de viver?

Foram meses de angústia, empréstimos altíssimos para pagar exames e coleiras scalibor para TODOS os Garrinhos e garantir que nenhum deles fossem contaminados...

Nos endividamos com contas que sequer temos alguma esperança de pagar, dívidas altas...

Mas valeu a pena, cada centavo, cada tentativa de tornar os dias da nossa querida Dona Zezé mais felizes...

Das poucas pessoas que sabiam do seu diagnóstico, recebemos muitas promessas de ajuda, pouquíssimas realmente estenderam as mãos...

Nos últimos quatro dias, nossa querida Dona Zezé, teve todo o seu quadro clinico alterado...

Sentindo dores fortíssimas nas patas, perdendo o apetite, não conseguíamos sequer medicá-la com os remédios do tratamento para a Leishmaniose.

Hoje ela seria atendida pelo Dr Rubem Bitencourt, o melhor ortopedista do Brasil, para ver o que poderia ser feito com a displasia...

Mas não deu tempo, Dona Zezé estava urrando de dores, começando a apresentar hemorragia e sangramentos em várias partes do seu corpo... 

Seus olhos cor de mel estavam completamente vermelhos...

Corremos para a Lahvet e lá estavam a Dra Luciana, Dra Ilana e a Dra Lívia, chamamos o Dr Ernesto para uma ultra de emergência, ele chegou em 5 minutos...

Tudo parecia estar conspirando a nosso favor, três veterinárias maravilhosas, e a ultra chegando imediatamente...

Mas não deu amigos, e com essa sensação de derrota, com as lágrimas correndo, eu trago a todos vocês, que gostavam e simpatizavam tanto com a nossa "Véia Zeza" a notícia de sua morte.

Sei que ela teve uma sobrevida maior do que o normal, diante de seu quadro de saúde, sei também que ela viveu dias tão felizes, que todos que tiveram a honra que conhecê-la comentavam sobre o brilho e a gratidão que ela trazia em seus olhos.

Decidi doar o corpinho da nossa Dona Zezé para a Fiocruz, para que de alguma forma, ela colabore nas pesquisas que, quem sabe um dia, nos tragam a cura dessa doença tão cruel.

Aos amigos que tem algum cãozinho com Leishmaniose Visceral Canina, nós do G.A.R.R.A. só podemos dar um conselho: Deixe-os viver! A Leishmaniose tem tratamento e enquanto o seu melhor amigo tiver saúde, ele será um cãozinho normal e feliz...
Acreditem, a nossa Dona Zezé querida foi MUITO, MUITO feliz!

Nós só podemos agradecer a Deus por termos sido os sortudos que a encontraram pela alegria que ela nos proporcionou por esse tempo em que esteve ao nosso lado.

Siga em Paz minha Véia Zeza, eu tenho certeza absoluta que o Paraíso dos Animais está de portas abertas para você.