Páginas

13 de fevereiro de 2015

Adeus Pingo! Estamos de Luto.



Adeus Pingo, obrigada por ter sido um grande companheiro.


Resgatamos o Pingo durante as enchentes da Região Serrana...
Ele era um cãozinho idoso, estava com um ferimento enorme na pata e havia sido abandonado por seu dono, que preferiu levar uma geladeira amassada do que arranjar um espaço para aquele ser tão fiel que correu atrás daquele carro feito um louco, como quem diz: eu quero ir com você! Porque está me deixando pra trás?

Pingo ficou ali, desarvorado, cansado, quase sem ar, vendo o carro do desgraçado que escolheu a geladeira ao seu melhor amigo...
Nós estávamos ali, naquele momento, sentimos raiva, ódio, revolta, vontade de chorar...

Pingo voltou para a entrada (desabada) da casa que havia sido literalmente destruida e ficou chorando baixinho...

Nos aproximamos e confesso, foi dificil trazer arrastado um cão de porte tão grande.. 
Ele não queria sair daquela porta, movido, com certeza, pela esperança de que seu dono iria voltar..

Pingo veio conosco....

Se tornou um cão alegre, querido, sempre muito calmo e muito, muito guloso, assim como os outros amiguinhos resgatados daquela tragédia, Pingo virou uma bola!

Pingo devia ter aproximadamente uns 14 anos de idade, ontem, durante a recreação, estava feliz no quintal com seus companheiros Theobaldog e Madalena...
Tomou banho pra aliviar o calor, estava com os olhos brilhando...
Passou a noite solto com seus amiguinhos (fazemos revezamento noturno nos Garrinhos que ficam no canil) e hoje pela manhã, quando acordamos, Pingo estava deitado, na entrada do canil, sem vida...

Sabemos que temos muitos cães idosos e que a hora do nosso Pingo querido se aproximava, sabemos também, que ainda teremos muitas perdas dos nossos Vovôs e Vovós Garrinhos e o que destrói os nossos corações, é saber que eles NUNCA saberão o que é ter uma família só deles...

Pingo foi amado, foi feliz, mas poderia ter sido muito mais se tivesse sido escolhido por alguém...

Resgatado em Janeiro de 2011, passou três anos ao nosso lado e tantas coisas aconteceram durante todo esse tempo! 

Pingo, meu amigo querido, eu não sei o que poderia te dizer, pra demonstrar o carinho, o amor e a gratidão que sinto por você, por você ter trazido auto-confiança e segurança para o Theobaldo e para a Madalena, por ter colaborado para que eles fossem mais calmos, por ter sido o chefe dessa pequena matilha com aquele seu jeito calmo e equilibrado de ser.

Assim como eu, eles também irão sentir a sua falta, porque você era o porto seguro desses seus amiguinhos!

Hoje, enterramos o seu corpinho em frente a porta do seu canil, embaixo do pé de jabuticaba que você tanto gostava de ficar...

Que agora você seja recebido por todos os nossos amiguinhos que já partiram e que a minha mãe, onde quer que esteja, possa olhar por vocês, eu sei o quanto ela te amava e tenho certeza que irá sorrir quando te ver chegando, rejuvenescendo e cheio de novidades para contar.

Siga em paz meu amigão, eu tenho certeza absoluta que o céu hoje estará em festa com a sua chegada.

Eu só peço a Deus que tenhamos forças para suportar todas as perdas que ainda estão por vir e que o nosso Dogão tenha os melhores dias de sua vida sem dor e sem sofrimento... Assim como foi com você, que partiu dormindo, sem sentir dor, com um semblante tranquilo e sereno.

Nós te amamos Pingo, muito obrigada por ter sido um Garrinho tão especial.


Renata Prieto - Equipe G.A.R.R.A.