Páginas

22 de novembro de 2015

Conscientizar é o único caminho para um mundo melhor!



Quando um protetor, divulga um animal ferido, ele está, antes de tudo, tentando levar às pessoas uma lição de conscientização.

Vemos pela internet, centenas de vídeos de atropelamentos, suicídios, assassinatos, tudo isso pelo simples prazer de expor tragédias como um troféu, e a quantidade de compartilhamentos é assustadora!


Na proteção animal as intenções são outras, o desespero pela quantidade de tragédias e abandonos, o desespero por levar consciência à população, o desespero por conseguir ajuda para salvar mais uma vida, a angústia de conviver com atrocidades e com a covardia de pessoas sem coração, nos deixam completamente perdidos no meio de um "tiroteio" no escuro.

A realidade dura é que se nós podemos sentir o cheiro do sangue, se nós podemos olhar para aquele ser indefeso muitas vezes mutilado ou com ferimentos que tiram o sono de qualquer pessoa comum... Qualquer pessoa também pode: nós não somos super-heróis milionários!

Divulgar essa realidade na íntegra, faz parte de um trabalho de conscientização, onde as pessoas precisam ter acesso à realidade para se tornarem pessoas mais atentas e informadas das dificuldades que um protetor ou ativista passa no seu dia a dia.

Divulgar a transformação dessas vidas (antes e depois) faz com que qualquer ser humano tenha consciência de que também é capaz de mudar!


Os protetores em geral, passam por todas as dificuldades que se possa imaginar...

A maioria tem emprego, família, casa e uma vida normal...
A diferença, a grande diferença, é que abrimos o nosso coração para salvar a vida de seres inocentes.
A grande diferença é que damos as nossas caras à tapa!

Corremos riscos, nos endividamos, abrimos nossas vidas, nossas casas, nossos corações, com a única intenção de transformar a vida e o destino de seres vivos que, até o momento de seus resgates, só conheceram a dor, o sofrimento e a indiferença dos seres humanos.

Acreditem, qualquer protetor, poderia ter uma vida comum, com mais conforto, menos angústa, mais diversão...
Mas nossos corações não permitem essa liberdade...
Pois amamos os animais e quando fechamos os olhos para a realidade cruel que nos rodeia, estamos sendo cúmplices de toda essa maldade.


Para que o mal triunfe, basta que o bem não faça nada!

Equipe G.A.R.R.A.